30 de junho de 2015

Diário de uma grávida#9

... Ou a dificuldade que ainda existe para conciliar a vida familiar e profissional. Tudo estava encaminhado para eu seguir para um novo projecto, no seguimento do anterior, com a mesma equipa e tudo. Achei por bem contar à minha chefe, também minha amiga há mais de 10 anos, que estava grávida para ela contar com isso e eis que afinal já não vou para esse projecto. A ideia é pouparem-me a um projecto muito exigente que envolve muitas horas de trabalho diário com fins de semana incluídos, mas a verdade é que também não dá jeito nenhum haverem mudanças de pessoas a meio dos projectos. E que há pessoas sem filhos e sem obrigações familiares disponíveis e ansiosas por trocar de lugar comigo.  E eu fiquei triste e magoada. Um bocado à deriva sem saber em que projecto me vão colocar... E sem conseguir esquecer que quando estava grávida em 2012 do meu pequeno A. fui dispensada no dia em que entrei em gravidez de alto risco... Já me foi garantido que não acontecerá o mesmo nesta empresa, mas já não sei em que confiar ou no que acreditar. E às vezes acho que devia ter estado calada. Fazia-me de parva: oh, só descobri aos 3 meses! E já estava no projecto. Mas eu não sou assim. Não faço as coisas pelas costas nem pela calada. Achei que era justo contar a minha situação para a minha chefe de projecto saber com o que contava, para pensar num plano... A ideia, segundo ela me disse, é proteger-me com um projecto menos desgastante, mas eu senti-me posta de lado como se já não tivesse capaz para trabalhar... E era um projecto tão aliciante como o anterior a que dediquei mais de um ano de trabalho. Enfim... Vou acreditar que vai surgir mesmo esse projecto que me realizará profissionalmente ao mesmo tempo que me permite ter uma vida relativamente tranquila e com tempo para os meus filhos e para esta nova gravidez.

1 comentário:

  1. Pensa que nesta fase em que está a entrar, não convém colocares-te em risco por estares exausta pelo trabalho... temos de ver o lado positivo das coisas! E tens a vida inteira para projectos mais exigentes e aliciantes. Provavelmente foi mesmo assim que ela pensou (principalmente sendo tua amiga de longa data)... aproveita esta acalmia para estares com os pequenos e viver esta gravidez, tão desejada, com toda a calma do mundo.

    ResponderEliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!