8 de abril de 2014

O fim das luzes de presença

No quarto dos meus filhos havia duas luzes de presença, além da luz de presença do corredor e da casa de banho. Claro que D. Afonso quando acordava e via aquela luz toda devia achar que era mesmo para começar a bombar. Decidi acabar com as luzes de presença no quarto, deixando apenas a do corredor e casa de banho. Quando deito o mais velho deixo acesa a luz do corredor, mas só até mele adormecer. Depois, escuro para dormirem bem. E acho que eles têm dormido melhor e até mais tarde. O baby acorda mais perto das 7h30 / 8h00 e o filho grande tem dormido algumas noites seguidas na cama dele. Será das luzes? Será apenas coincidência e as mudanças devem-se exclusivamente a eles, e aos ritmos deles? Não se, mas vamos continuar com menos luz no quarto dos filhotes. A propósito do sono, li esta entrevista muito interessante da Anabela Mota Ribeira à especialista do sono, a Dr. Teresa Paiva. Econtrei ainda este artigo muito interessante sobre a importância e rituais de sono nas várias idades da infância. "Para a neurologista Teresa Paiva, jogos de computador e televisão devem ser totalmente proibidos no quarto das crianças e adolescentes, porque prejudicam o sono. Para a especialista em doenças do sono, muitos dos problemas com crianças e adolescentes devem-se a comportamentos errados dos pais, que permitem, por exemplo, que os filhos vejam televisão no quarto e troquem mensagens de telemóvel durante a noite. Passear com as crianças mais pequenas ao fim do dia em ambientes com muita luz artificial, como centros comerciais, é outro hábito censurável, porque a luz desperta o organismo e impede a segregação de uma substância que favorece o sono - a melatonina. (...) "Há um círculo de erros, de vícios terríveis para as crianças», resumiu. Para Teresa Paiva, uma criança com 10 anos deve dormir pelo menos 10 horas por dia e uma de cinco deve fazê-lo durante 12 ou 14 horas. Hoje em dia as crianças andam a dormir apenas oito horas», calcula, sublinhando que vários estudos mundiais concluíram que a redução do tempo de sono é um «factor de risco para a obesidade e hipertensão» nas faixas etárias mais baixas."


1 comentário:

  1. Eu também optei por ter as luzes de presença fora do quarto do rapaz. Tinha comprado uma luz de presença toda gira da Babymoov (mais uma vez, na Eurekakids ;) ), mas o meu filho acabava por demorar muito mais tempo a adormecer e, quando acordava à tempo, ficava logo muito desperto. Agora, tenho aquela linda luz de quarto de bebé no hall dos quartos (e deixo às vezes uma pequenina no corredor também). E dá-me um jeitão: nunca mais tropecei nos móveis ao ir à casa de banho. ;)

    Rafaela Sousa

    ResponderEliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!