16 de fevereiro de 2017

Os lanches da escola

Quando o meu filho mais velho entrou em Setembro para o 1º ano do 1º ciclo iniciámos uma nova fase cá em casa: os lanches da escola. Na altura optámos por enviar apenas de casa o lanche da manhã para o lanche da tarde ser fornecido pela escola, neste caso concreto pela junta de freguesia, que é quem assegura todas as refeições da escola. Achei que não só era mais prático para mim, como o pão estaria mais fresquinho se fosse entregue à tarde e não enfiado numa lancheira de manhã. Mas logo começaram os queixumes: que tem marmelada, que o queijo não é bom, que não gosta de iogurte de banana... Eu fui deixando andar para ver se ele se adaptava, mas não... E o lanche vinha quase sempre para casa, intacto. Decidimos então que eu mandava os dois lanches do dia. Era tão importante para ele, que eu acedi ao seu pedido. Duas lancheiras, um para o meio da manhã e outra com o lanche da tarde e muita criatividade! Para a pausa da manhã vai sempre um pão (escuro, de ou de sementes) com queijo, queijo creme, fiambre de aves, queijo fresco ou, muito raramente, manteiga... E acompanha com o leite escolar que é gratuito para todos os meninos ou com um iogurte que eu mando para variar do leite. Houve uma altura em que ele ainda pediu para levar sumos, ainda negociámos para ir uma vez por semana, mas depois pareceu-me um exagero e ele concordou, até porque a professora avalia os lanches (verde: saudável e vermelho: não saudável, de acordo com uma lista de alimentos que ela tem e que nos mostrou na reunião, e que foi elaborada com o centro de saúde) e quem leva sumo sabe que o seu lanche não é saudável... Claro que não tem mal em levar um sumo quando o rei faz anos, mas é importante que os miúdos ganhem consciência do que estão a comer, do que faz bem, do que só se deve comer em dias de festa... Para o lanche da tarde  envio sempre duas coisas destas coisas: iogurte, frutos secos naturais, uma peça de fruta inteira lavada ou uma caixinha com morangos, cerejas, pão escuro, palitos de cenoura, uma fatia de bolo caseiro feito por mim... Sei que não é muito variado, mas eu tento ir alternando e até agora ainda não tive quaisquer queixas... Compro o pão de véspera ou descongelo à noite, mas é sempre pão o mais natural possível e com o mínimo de aditivos. No verão vou ter de arranjar uma placa de gelo para a lancheira térmica para garantir que está tudo em perfeitas condições na hora do lanche. E muito importante, na mochila vai sempre uma garrafa de água.

1 comentário:

  1. Cá por casa é quase igual, mas o meu filho já se queixa que lhe mando pão para de manhã. Comecei a organizar com ele as refeições e fazemos o seguinte: manhã leva fruta, leite com chocolate (ele não gosta de outro), iogurte, pão de sementes com queijo ou fiambre. Para a tarde, ele costumava lanchar na escola, mas com o aparelho dentário agora por segurança quem manda sou eu: aqui mando as panquecas que ele gosta, a bebida que ele não quis de manhã e sempre fruta extra por causa da hora a que ele sai da escola / atl. Ele leva sempre água e vai enchendo o cantil.
    Ela de manhã leva sempre fruta, o lanche da tarde é o da escola, preferi comprar as senhas e leva sempre mais um iogurte ou leite caso eu chegue mais tarde.
    O leite escolar anda muito atrasado e quando chegar é para primeiro o escalão A, o sobrante para o B e o C não tem direito.
    Bhs

    ResponderEliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!