Temos de acreditar que os milagres acontecem!

Lembram-se da filhota dos meus amigos a quem aos 2 anos e meio foi diagnosticado um neuroblastoma? Foi em Outubro que a pequenina C. começou a sua luta, tão desigual, num prognóstico de 10% de probabilidades de vencer o maldito cancro. Pois bem! Ninguém quis saber das probabilidades, nem das metástase que já a invadiam nem da porcaria do tumor que lhe tomava todo o abdómen envolvendo todos os órgãos e artérias, como um monstro! Ninguém desistiu. Nem os pais (uns corajosos, uns valentes, uns heróis que encaram a doença com todo o o amor, força e realismo, ou não fossem os dois investigadores da área - irónico, não é?-), nem as manas, amigos, médicos... e a própria C. que de tutu cor-de-rosa enfrentou muitas horas e horas de agulhas, exames, dores e quimioterapia! A batalha está muito longe de estar ganha, mas após o 1º ciclo de quimioterapia o tumor tinha reduzido para um tamanho operável, do tamanho de um ovo, e não há vestígios de metásteses nos ossos e medula! Um pequeno Grande milagre! E a pequenina foi operada e a cirurgia um enorme sucesso! Ainda está internada em cuidados intensivos, mas o quadro não podia ser mais positivo, mais animador! É assustador o número cada vez maior de crianças com cancro, mas é incrível a forma como as crianças enfrentam a doença e levam a melhor, muitas das vezes. Nenhuma criança, nenhuma família devia passar por tal provação e eu só peço a Deus que continue a olhar por esta nossa amiga, que tem sido uma verdadeira guerreira, como todas as crianças nas mesmas circunstâncias, e que a ajude a viver! São umas família tão, mas tão fixe, que merecem mesmo um final feliz!

Comentários

  1. Que maravilha!!! Que benção e toda a Fé e boa energia para a família amiga!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!