14 de maio de 2014

Roupas dos manos

Ontem fui à arrecadação arrumar as roupas que já não serviam ao Afonso e buscar as roupas que eram do mano e que já lhe servem. Cada peça de roupa transportava-me para situações, momentos e fases da vida do mais velho. Sorria ao lembrar-me dele pequenino. Arrastei o meu marido comigo e viajámos juntos no tempo. Trouxe dois caixotes de roupa, que lavei e estendi logo. A montanha de roupa para passar é inacreditável e a minha santa e doce empregada Maria troca-se toda com as roupas dos manos. É que o mais velho é raça pequena, magrelas e o baby Afonso é rechonchudo e bem composto (apesar de estar no percentil 15 de peso o que me leva a pensar que os percentis são uma coisa muito fora, mas enfim) e as roupas são quase do mesmo tamanho apesar deles terem 3 anos de diferença. Roupas analisadas e prontas e o baby Afonso está vestido até Setembro, altura de nova romaria à arrecadação, mas tenho de ir comprar calções de verão para o primogénito.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!