5 de maio de 2014

Os números da Natalidade em Portugal

Fui dar a este link com a ajuda deste post e quero contrariar esta tendência. É verdade que tive o meu primeiro filho aos 31 anos, dizem que a média é aos 30 anos, e que se ficam apenas por um filho. Já tenho 2 filhos (e tão bons, tão bons!!!) e ando cada vez mais com o desejo de ir ao terceiro. Faço 36 anos para o mês que vem. E ou é agora, no seguimento das fraldas e biberons ou já não é. E eu gostava mesmo que fosse. E temos uma casa (arrendada) onde cabemos todos, comprámos um monovulme 7 lugares (há, filhos, avós, primos, amigos e afins), temos cama de grades (compra-se um beliche no Ikea para os mais velhos), já temps a roupa dos dois filhos, mais a dos sobrinhos, mais a dos filhos das amigas, (e se vier miúda também se resvolve com as sobrinhas e na Zippy, onde compro roupa gira e barata), temos o ovo, mais o isofix, mais o carrinho, os biberons, os brinquedos, as colheres de plástico, a cadeira da papa, os babetes, potes da avent e afins. A creche é IPSS, a primária é óptima e é pública e haja amor e paciência para encomendar outra vez a cegonha!

4 comentários:

  1. As creches costumam ser um enorme investimento, mas se é uma IPSS, excelente. Tenho os meus 2 pequeninos inscritos e não os chamaram mesmo com uma pessoa amiga lá. O mais velho chegou à primária sem nunca o terem chamado, teve de estar em particular até à entrada na primária. Por isso acho maravilhoso quem consegue, eu digo isto porque nem a minha cunhada com um irs de mãe solteira a chamaram e o meu sobrinho já vai fazer 5 anos. Ter um terceiro filho não é mesmo que ter dois, mas sim aproveita-se muita coisa principalmente se forem do mesmo sexo. Havendo as condições necessárias e se é desejado porque não? Beijinhos. Mas admiro-te muito como sabes, por queres dar esse passo com o A. ainda tão pequenino.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu admiro-te a ti que levas o barco diariamente sozinha com os teus três piolhos!! Um beijinho

      Eliminar
  2. Oh, que venham mais!!! Eu engravidei pela primeira vez aos 37. Nasceu quase aos meus 38. Uma menina linda, doce, maravilhosa, cansativa e exigente de atenção. Um amor!!! :) Ficou em casa com o pai quando comecei a trabalhar e ainda lá anda com 28 meses. A roupa e quase tudo de primas. Maravilha. Depois a vontade de repetir. Sempre houve a vontade de repetir. Estou de 13 semanas e já fiz 40 anos. Meu médico diz que sou corajosa. Para mim, coragem seria ficar apenas com 1. Sinto vontade de encher a casa. Ficará novamente com o pai quando começar a trabalhar. Ele nem imagina o que lhe espera... Nasce em Novembro e em mim já nasce a vontade de arriscar um 3º. Seria lá para os 42, 43 anos. Não sei se o pai alinha. Já deve andar louco nessa altura. Andar a cuidar de 2 durante o dia e conciliar com o seu trabalho (tem um restaurante). Mas ando numa felicidade tão saborosa. As roupas serão novamente emprestadas. A creche é em casa. O resto, o tempo dirá que o amor vence tudo! :) Contamos o dinheiro e vivemos sem luxos. Carro a precisar de reforma, casa de renda, algumas viagens porque a família dele está longe dos Açores (onde vivemos), brinquedos dos primos. Mas é tanto o tempo que temos para ela, é tanto o amor que não sentimos que vivemos em crise ou com pouco dinheiro. Vivemos com a sensação que somos felizes na vida que temos. Claro que adoraria vestir melhor, vestir a Alice de Peixinho do Mar e Papaias e afins. Queria um carro melhor, mais confortável e seguro. Queria viajar mais. Usar todos os cremes da Caudalie. Mas logo de seguida esqueço e sigo em frente.
    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parabéns! Tudo a correr bem! Que sejam muito felizes rodeados com os vossos filhos. É tão bom, não é? Beijinhos e muitas felicidades.

      Eliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!