28 de setembro de 2013

Noite de mãe

23h: leitura na cama com as duas crianças já a dormir
23h30: apagar a luz e dormir profundamente
03h00: bebé acorda com fome. Dar de mamar
03h15: deitar o bebé no berço e voltar a adormecer profundamente
04h00: filho mais velho quer conversa e ajuda para ir à casa de banho, apesar de saber ir sozinho e de ter luz de presença
04h01: estranho o meu marido ainda não ter chegado do jantar com os amigos e fico acordada e sem conseguir adormecer
04h30: marido chega
04h31: o bebé acorda. Quer conversa. Quer mama. Tem fome. Faço biberão. O marido assim que cai na cama aterra a dormir profundamente
04h30 às 06h30: o bebé não quis dormir. Mudei a fralda, pus a arrotar, dei o leite, dei maminha, dei colo, deitei-o, levantei-o. Ele palrava, palrava, eu não conseguia dormir. O meu marido dormia profundamente e isso irritava-me. Lá o consegui adormecer às 06h30 deseseperada de sono e sem saber como iria hoje conseguir escrever sem dormir
06h30 às 09h35: dormi profundamente o sono dos anjos
09h35: filho mais velho entra no quarto e diz que não consegue por a gravação da vila moleza. Digo que já vou, mas vejo as horas. Ele tem futebol em menos de meia hora. Acordo o meu marido e despacho o mais velho para a bola. Mas graças a estas 3 horas que no dormi no final estou bem e preparada para fazer a primeira sopa do meu bebé!!

4 comentários:

  1. Ai, isto de ter mais que um filho não deve ser fácil!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas é a melhor coisa do mundo!! Vale o trabalho. Bjs

      Eliminar
  2. A mim a falta de sono, ou melhor a falta de dormir deixa-me de rastos... Força para os dias mais complicados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mim também, mas começo a estar habituada a dormir aos bocados. Obrigada

      Eliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!