23 de setembro de 2013

Diferença de idades entre irmãos

Acho que já escrevi alguma coisa sobre este assunto, mas este post da Isa fez-me ter vontade de escrever novamente. Cada casal é que sabe quando é que está preparado para ter mais um filho. Eu e o meu marido decidimos engravidar quando o mais filho tinha 1 ano e pouco. Eu tinha demorado 1 ano a engravidar e pensava que ia acontecer o mesmo. Não aconteceu e engravidei no primeiro mês. Eles iam ficar com 2 anos de diferença. A gravidez não evoluiu. Voltei a engravidar uns 10 meses depois, mas a gravidez voltou a não ir em frente. Dois meses depois engravidei do meu super mega querido maravilhoso Afonso e os meus filhos ficaram com 3 anos e 3 meses de diferença. E hoje em dia acho que é uma diferença óptima. Ainda são muito seguidos para poderem partilhar o mesmo quarto e as brincadeiras e ainda fazem os dois a sesta, mas o meu filho mais velho já tem uma autonomia fantástica. Já deixou as fraldas há mais de um ano, já se veste e despe sozinho, já lava os dentes sozinho, já come (pouco e mal) sozinho, já brinca sozinho... Claro que eu tento estar sempre presente e faço-lhe companhia nestas tarefas, mas quando o Afonso precisa de mais atenção, quando eu tenho de estar mais de volta dele o mais velho faz as coisinhas dele e a vida dele. Quando o Afonso era mais recém-nascido sentia imensos remorsos por estar uma hora e tal a dar de mamar e a mudar a fralda deixando o mais velho sozinho, mas depois tinha todo o tempo para ele. Ter mais que um filho implica uma super ginástica da nossa parte. Queremos estar com os dois (ou 3, 4...), mas somos só uma! E há alturas em que choram os dois e em que queremos ser a mãe elástica dos Incredibles para conseguirmos ser mãe dos dois ao mesmo tempo. Dois filhos muitos pequenos é, como diz o pediatra Brazelton ter gémos de idades diferentes. Eu quero ter um terceiro filho e vou apontar para os 2/3 anos de diferença.

4 comentários:

  1. Obrigada por este post. Vou mostra-lo ao meu marido! ;)

    ResponderEliminar
  2. Ola e se eu te disser que estiu desde as 16:30 ate agora a ler o teu blog desde o inicio?
    Tanto que eu tinha para perguntar ...mas neste topico enchi me de coragem e aqui estou a deixar te um comentario:)
    A minhA experiencia da maternidade tb ja teve dissabores:( em 2010 aborto retido as 8sem em set 2011 nasce a minha filha e em maio 2014 outro aborto..
    Quero acreditar que um dia irei ter otro bebe enquanto isso vou me agarrando a esperanca e sonhando enquanto leio o teu blog...
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cláudia, fico contente por estares a gostar das minhas histórias e desabafos, umas vezes mais felizes, outras nem tanto... Muito boa sorte e que consigas realizar o teu desejo de ter mais filhos. Quando olho agora para o meu baby pequenino penso que as gravidezes que não evoluiram foram simplesmente para ser o meu Afonso a nascer. Estava à espera dele, que é tão querido, tão engraçado e a minha cara chapada!!! E digo isto porque acredito mesmo. Força! Um beijinho! Felicidades.

      Eliminar
  3. obrigada:)...forca para ti tb..logo logo tratas de ti e mandas vir o/a 3°
    torco por ti..
    somos mto parecidas no que toca a uma vontade quase obcessao de ser mae..seja pela 2/3/4 vez;)

    ResponderEliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!