15 de julho de 2014

As sopas do Afonso

A fazer 15 meses o Afonso já come quase, quase tudo (sim, isto de segundo filho dá direito a que até batatas do Mac já tenha experimentado), mas ainda lhe dou uma boa sopa de carne ou de peixe para iniciar a refeição e só depois lhe dou um pouco da nossa comida, que ele adora! Dá gosto ver esta criança comer. O pediatra diz que ele comer bem também pode estar relacionado com o facto de ser segundo filho. Parece que os pais são mais relaxados, não pressionam tanto para comer e não criam tantas guerras à refeição. Se não querem comer, não comem, que não há tempo para estar com muitas coisas, que há outra criança em casa. Logo, as refeições são menos stressantes e as crianças lidam melhor com a comida. Não sei se é disto ou se é dele ser mesmo um comilão que dá gosto, mas a verdade é que tem comido e experimentado de tudo e só não pode comer "o que faz mal a toda a gente". Continuo a fazer sopas ricas e saborosas, que congelo e vou dando alternadas. Hoje encontrei este post da Joana Roque sobre sopas do seu bebé, que pode ser útil a outras mães, e vou experimentar os cogumelos, a beringela e os coentros na sopa do Afonso. Mas em breve passa a sopa só de legumes, que ele quer é paparoca da boa!

4 comentários:

  1. :) sabes que isso de ser um segundo filho não vou muito por aí, pela minha experiência :) é mesmo deles, eu acho. Cá em casa o primeiro continua a ser aquele que come bem e melhor, talvez por isso com 10anos já tem mais de 1, 50 e já calça o 40. O do meio vai comendo, mas pouco engorda agora o terceiro, bem, este é um diabinho para comer, é um castigo dar-lhe o comer, principalmente a sopa que detesta, até já perdeu peso. Por isso, acho que é deles mesmo. Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que é muito deles, serem ou não comilões, mas eu acredito que o meu stress com o mais velho - que não gosta de comer e é de estrutura magra - ainda contribuiu mais para a má relação dele com a comida. E quando se trata de um primeiro filho que não come, geralmente, os pais stressam mais do que quando são os outros. Bjs

      Eliminar
  2. Eu ainda não tenho filhos, mas um dia que tenha não vou obrigar a comer! Então depois de ler este posto sem duvida que é isso mesmo que vou fazer! :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes que isso é muito mais difícil do que parece. Quando tens um filho que nunca tem fome, que não come, que é magro, magro, mesmo quando o pediatra te diz que está tudo bem, que ele está com o desenvolvimento perfeito, que é dele, para não insistir, tu acabas por stressar, porque é aflitivo ter uma criança que nunca tem fome. Nunca. Nem às refeições nem fora delas. Para mim, foi muito desgastante. Felizmente ele está a comer um pouco melhor, mas mesmo assim é um miúdo que come muito mal.

      Eliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!