6 de setembro de 2017

Da minha constante tentativa de organização

Já aqui partilhei convosco que a maternidade me obrigou a ser mais organizada, e quanto mais filhos tinha, mais necessidade tinha de me organizar para não me perder na loucura das semanas. Tenho 3 filhos pequenos e entre escolas, actividades, supermercados e birras tenho muito com que me entreter. E, de facto, acho que com algumas rotinas tenho conseguido que a nossa vida familiar não seja um caos tão grande… E há pequenas atitudes que adoptei que me ajudam imenso:


- Ementas semanais – faço as ementas ao fim-de-semana e abasteço o frigorífico e o congelador para toda a semana. Só as frutas e legumes vou comprando a meio da semana, num mercadinho que tenho perto de casa.

- Penso logo nos lanches (manhã e tarde) que tenho de mandar para o filho mais velho e compro o que é preciso. 


- Tenho um quadro afixado na cozinha com as actividades dos miúdos para saber onde tenho de os levar e para saber que material tenho de preparar de véspera. Nesse quadro estão também as actividades desportivas das escolas para não me esquecer de os mandar de fato de treino nesse dia.


- Preparo toda a roupa e mochilas de actividades de véspera, assim como a mesa do pequeno-almoço que fica logo posta assim que arrumo a cozinha, depois do jantar. Também deixo a descongelar o que é preciso para o dia seguinte. 


- Convites para as festas de anos (e são tantoooooos!!!) são afixados no frigorífico e automaticamente anotados na agenda digital. Eu e o meu marido partilhamos um calendário do google, acessível no telemóvel e no computador, e temos as agendas cruzadas, o que faz com que saibamos sempre o que é que está previsto para aquele dia e, assim, não sobrepomos eventos.


- Organizámos o nosso orçamento familiar para poder ter ajuda doméstica. E é o dinheiro mais bem empregue!! A nossa querida S. vai todos os fins de tarde e trata da casa, roupas, adianta jantares e fica-me com a Francisca (ou outro) para eu não ter de a levar a reboque para a natação, futebol, médicos e afins! É uma ajuda maravilhosa e que me alivia muito o final da tarde. Em vez de estar fechada na cozinha estou focada nos meus filhos, seja a levá-los a actividades, a ajudar com os trabalhos de casa do mais velho, a dar banhos ou a fazer brincadeiras... Foi já uma opção que tomámos há 3 anos e que tem sido muito importante para a nossa qualidade de vida familiar.

- Como o meu marido chega mais tarde do trabalho, todas as rotinas da tarde são asseguradas por mim. Se há dias em que tenho reuniões ou outros compromissos organizamo-nos e ele consegue orientar as coisas no trabalho para estar disponível. Se não for mesmo possível peço à minha mãe ou a uma das minhas cunhadas, que é uma segunda mãe para mim.

E depois adaptamo-nos aos imprevistos que surgem...  às viroses dos filhos, aos nossos problemas no trabalho e às trocas que a vida nos dá e que nos obriga a reajustar os dias. Mas estando tudo mais ou menos orientado é muito mais simples. 

E por aí? Têm boas dicas para este novo ano que começa em Setembro?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!