30 de junho de 2017

Vai lá tu desactivar a bomba, disse-me a minha cunhada quando entrei em casa!

Eu e o maridão fomos jantar fora, num date mesmo bom, num jantar óptimo n'O Talho. Há muito tempo que não tínhamos um jantar tão bom a todos níveis. Chegámos a casa e diz a minha cunhada, que tinha ficado de serviço: tens a tua filha a dormir com o mais velho, que ela gritava comigo e soluçava é só queria o irmão. O Alexandre explicou à tia todos os rituais do leite e do colo, mas a Francisca não foi em conversas e sentiu-se enganada. Não quis leite nem colo da tia e adormeceu abraçada ao mano grande, a soluçar... agora é suposto eu ir mudá-la para a cama dela, mas até eu tenho medo de activar a bomba! A minha vontade é deixá-la a dormir com o mano. E como o colchão dele está no chão (vendi as camas dos rapazes e ainda não tive tempo de ir comprar o beliche) nem há o perigo dela cair da cama... 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!