7 de junho de 2017

Já está tudo a pensar nas férias de verão...

... Mas só de me lembrar da minha canseira no ano passado quando regressei a casa... 3 semanas no Algarve com 3 filhos pequenos: acordar com as galinhas que há sempre algum filho que acorda de madrugada, fila para o pão fresco, por creme protector antes de sair de casa, um foge em cuecas, o outro foge de rabo ao léu, prepara toalhas, mudas de roupa, águas... carregar tudo, andar até à praia, chegar à praia já a suar, ir buscar os brinquedos que felizmente ficam toda a época balnear na casota do banheiro, e instalarmo-nos na nossa palhota, já são quase 11 horas, brincar um pouco, ir a banhos, curtir a melhor hora da praia que é quando tem menos gente, mas já é hora da mais pequena ir para cima, vai já a dormir, fazer almoços, dar almoços, preparar os lanches para ir para a praia... voltar à praia, brincar, banhos... bolas de Berlim, frutas, água.., crianças felizes... Voltar a casa. Banhos, jantares e passeio... milhares de pessoas na rua. Um barulho infernal. Carrosséis. Voltar para casa. Lavar os dentes, xixi, cama... ler história... vestir pijama... Eles adormecem. Arrumar a cozinha. Nós caíamos mortos no sofá. Tentamos ver uma série, conversar... adormecemos e sabemos que no dia seguinte por volta das 7 da matina começa tudo outra vez! E a única coisa mesmo boa é sabermos que os nossos filhos estão felizes. Felizes e bronzeados pelo sol. Esperaram por estes dias o ano todo. O reencontro com os amigos de verão, e com os tios e primos que não vêm o ano todo. Deitar tarde, lambuzarem-se com gelados e bolas de Berlim. Jogarem à bola na pracinha até às 11 ou meia noite. Sair das rotinas. Não tocar no carro. Nas férias, os meus filhos estão verdadeiramente de férias... Estão mesmo felizes, a saber a mar... Nós estamos felizes por eles, mas estamos longe daquele conceito idílico de férias, em que uma pessoa se esparrama ao sol ou beira da piscina a beber Mojitos e a ler, dormitando de vez em quando, embalada pelas conversas de praia... 

férias
substantivo feminino plural
5. Tempo durante o qual não funcionam aulastribunaisetc. - CONFERE
6. Interrupção relativamente longa de trabalhodestinada ao descanso dos trabalhadores. - NÃO CONFERE

"férias", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/f%C3%A9rias [consultado em 07-06-2017].

Sei que assim que eles crescerem um bocadinho vai tornar-se menos cansativo fisicamente e que vou ter saudades destas férias maravilhosas com eles bem pequeninos, felizes com um balde de água e areia e forminhas... É cansativo, não são bem férias para os pais, mas são momentos fantásticos em família, onde podemos estar juntos todo o dia, onde saímos das rotinas, onde eles crescem imenso e são imensamente felizes. E criam memórias felizes que ficam gravadas no coração para toda a vida. E somos privilegiados por isso, mesmo quando nos dias mais cansativos só queremos fugir e regressar ao trabalho!! É mais uma das esquizofrenias de mãe...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!