2 de julho de 2013

Lágrimas hormonais

Hoje chorei porque...

... O meu marido chegou super tarde a casa para sair logo a seguir para ir jogar. Logo, os 45 minutos que esteve em casa foi com as minhas lágrimas e reclamações...

... Eu e o meu marido não temos tido tempo para falar, para decidir sobre a lista de convidados do baptizado do nosso bebé, sobre se avançamos para a mudança de casa, sobre o dia a dia de cada um...

... No trabalho do meu marido aquilo está a loucura. Sei que temos de dar todas as graças a Deus por ele ter trabalho numa altura como esta, mas ele anda a trabalhar mais de 12 horas por dia nuns projectos com uns prazos loucos, não gozou a licença de paternidade inicial ( dizem que ainda há-de gozar este ano), mas apenas uns dias,  traz trabalho para casa e quando finalmente se senta ou se deita cai para o lado... Exausto, cansado, preocupado... Até a dormir, enquanto eu dou de mamar, já o ouvi falar de fórmulas e soluções lá do trabalho dele...

... O meu filho mais velho ficou a dormir na avó e eu estou cheia de saudades dele. Ver o quarto dele vazio à noite incomoda-me. Sinto falta dele. Do cheiro dele. Da história de boa noite. Do seu riso e dos seus abraços. Sou mesmo uma mãe galinha cheia de hormonas e hoje chorei porque ele não está...

... E quase que chorei, e se calhar devia mesmo ter chorado, com esta desgraça política em que o nosso país está. Estamos entregues aos bichos. Não há ninguém decente para nos governar. E este é o nosso país. O país dos nossos filhos. E eu que só quero tudo de bom para os meus filhos gostava que eles tivessem um país bem governado, focado no que é importante, onde os assuntos sérios fossem tratados como tal, onde a justiça existisse, onde a natalidade, as crianças e os jovens fosse valorizados. Onde todos pudessem ter acesso a um bom sistema de saúde (como eu tenho a sorte de ter na USF do Dafundo). Onde o bom ensino fosse importante e a educação valorizada. Onde houvesse trabalho para todos os que querem trabalhar. Onde os nossos impostos fossem usados de forma justa. E onde o que os portugueses têm de melhor fosse optimizado. 

2 comentários:

  1. As hormonais são tramadas... Sei bem o que se sofre com o excesso do trabalho deles, mas temos de pensar que eles andam exaustos! Força nisso, vais ver que amanhã te sentes melhor!! E não tentes resolver tudo (baptizado, nova casa, etc) agora, estás a sobrecarregar-te! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelas palavras e um beijinho para ti. Que a tua princesa te dê uma noite descansada.

      Eliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!