2 de julho de 2013

A amamentação e os remédios

Amanhã vou arrancar o tal siso que tanto me incomodou na gravidez. Não tem doído, mas está com uma cárie e é bom tirá-lo antes que volte a doer. Como o meu Afonso mama em exclusivo liguei para a SOS Amamentação para colocar a questão da compatibilidade entre a anestesia e dar de mamar. Não tem problema nenhum, a dose da anestesia é muito fraca, mas de qualquer forma deram-me um site (que uma amiga também já tinha utilizado por indicação do pediatra dos filhos) onde se coloca o nome ou o composto do medicamento e, desta forma, sabemos se é compatível ou não com a amamentação. O e-lactancia é uma ferramenta muito útil a quem amamenta e por isso resolvi partilhar aqui. Apesar da anestesia que eu vou levar não ter contraindicações para quem está a dar de mamar o leite pode ficar com um sabor um pouco alterado. Por isso, vou hoje tirar um pouco de leite. Na SOS Amamentação ensinaram-me ainda a fórmula para calcular quanto é que o nosso bebé ingere: peso do bebé*150= quantidade diária/ 8= quantidade por mamada. Mais uma vez de dizer que as voluntárias da SOS Amamentação são fabulosas e tenho recorrido aos seus ensinamentos e experiência várias vezes. Relembro ainda que o leite materno deve ser descongelado ao natural e aquecido em água quente debaixo da torneira e nunca no micro-ondas.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!