14 de dezembro de 2012

Camelo, parte 2!

Um carro parou no meio da estrada. Podia ter estacionado, mas não. No meio da estrada é que é e os outros que esperem ou passem por cima do passeio. Lá o consegui contornar para passar e disse, pensando bem no que ia dizer e ainda bem lembrada desta situação, este tonto! E ouve-se o meu filho lá atrás: foste linda, mãe! Não chamaste camelo ao senhor! O pai disse que não se chama camelo a ninguém! E eu ri-me e disse que o pai tinha toda a razão. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!