27 de dezembro de 2017

Nova leitura

Neste ano de 2017 já consegui ler um bocadinho mais do que no ano anterior em que ainda tinha a Kika no meu quarto. Ainda está longe dos meus records de leitura antes de ser mãe e acho que tão cedo não volto a conseguir ler ao ritmo que lia. O cansaço dos dias pesa e à noite tenho sono... Mas falaram-me muito bem deste livro e ofereci-o a mim própria.
A carta do marido dizia: "Para ler apenas após a minha morte."
Mas ele estava vivo. E escondia um segredo aterrador.
Cecilia encontrou a carta acidentalmente. Na penumbra do sótão, soube de imediato que não devia lê-la. Que devia devolvê-la ao seu esconderijo, fingir nunca a ter encontrado e respeitar a vontade do marido. Afinal amava John-Paul. Juntos, tinham três filhos e uma vida sem sobressaltos. Argumentos que de pouco serviram perante a sua curiosidade crescente. E quando começou a ler, o tempo parou. A confissão de John-Paul fulminou-a como um raio, dividindo a sua vida em dois: o antes e o depois da carta. Cecilia vai ficar agora perante uma escolha impossível.
Se o segredo do seu marido for revelado, tudo o que construíram será destruído. Mas o silêncio terá um efeito igualmente devastador. Porque há segredos com os quais não se pode viver…

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!