21 de junho de 2016

Nós, adultos, às vezes baralhamos as crianças!

Eu: Anda, Afonso! Vamos deixar o mano no futebol e depois vamos a correr, a correr ao mercado.
Afonso: Não vamos de carro?
(uma pérola do fim de semana que se tinha perdido na minha memória e que agora voltou)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!