29 de outubro de 2014

Os amigos dos nossos filhos

O meu filho mais velho tem aulas de piano fora da escola. Há pouco recebi um telefonema de uma mãe de um amigo dele da escola a perguntar sobre as aulas de piano e a dizer que o filho dela quer ter aulas de piano para estar com o meu filho. E eu tive vontade de gritar: Nãoooooooooooooooooo! Eles são super amigos, mas eu não gosto da criança. O rapaz não tem culpa, mas eu não quero que ele vá destabilizar o meu filho nas aulas de piano. Que eles sejam muito amigos na escola não há nada a fazer, mas promover a amizade deles não está nos meus planos. Ele é um miúdo mal educado, sem regras, sem disciplina, responde mal à mãe e ninguém tem mão nele. O meu filho não é nenhum anjo e adora a companhia deste amigo para a asneira. A pedido do meu filho já fomos ao parque ao fim de semana e não gosto nada do comportamento dele nem da maneira como responde sem educação à mãe, que não diz nada e se limita a dizer: não tenho mão nele, é ele que manda. E diz isto em frente ao filho. Sem ser brusca e tentando ser simpática disse que não era boa ideia irem para a mesma aula de piano, que iam brincar muito e destabilizar o grupo. E que já que estamos a pagar as aulas de piano era bom que tirassem o máximo partido... Claro que o meu filho ia adorar mais este momento de macacada com o amigo, mas o piano iria passar para segundo plano. Será assim tão horrível da minha parte intervir, desde tão cedo, nas amizades do meu filho? Ele convida todos os amigos para a festa de anos, combinamos idas ao parque e eu deixo-o convidar amigos para lá ir a casa, mas faço uma pequena selecção. Não quero um selvagem mal educado a partir-me a casa e a responder-me torto. Não quero e acho que estou no meu direito.

1 comentário:

  1. Acho que vc esta certa.
    Como disse o menino é mal educado. Não vale a pena ter esse amigo!

    ResponderEliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!