24 de maio de 2019

"Perigos no Prato"

Arrepiante o Linha da Frente que deu ontem na RTP 1 e que podem ver aqui. Eu ando já há bastante tempo muito atenta ao que comemos, ao que compro cá para casa. E como sou eu quem faz as compras é mais fácil, já que não entram alimentos proibidos, esses deixo-os para os aniversários que e ocasiões especiais, que mesmo assim já são bastantes. No dia a dia, andamos na linha. Processados nem vê-los, acho que já consegui acabar com as bolachas Maria na escolinha dos mais pequenos... "São só duas ou três, coitadinhos..." Todos os dias, minha gente! Faz muito mal. Cá em casa já controlo imenso o que compro, compro cada vez mais só frescos, a carne (quase sempre branca, mas de vez em quando comemos vaca e porco) é de um talho de muita confiança mesmo ao lado de casa, peixe congelado e de mar, selvagem, ovos e muitos produtos bio. Tenho seguido imensas receitas Paleo para ter ideias e ir inventado. Fico cada vez mais doida quando dão guloseimas aos meus filhos, deixo-os comer em festas, sem restrições, mas no dia a dia não entram. Quero que eles percebam a importância das escolhas saudáveis, da variedade... Estou também a reduzir o trigo, principalmente em mim, já que há cada vez mais estudos que indicam que o glúten não ajuda nada a quem tem endometriose, como podem ler aqui e aqui, como eu. Nada de fundamentalismos, nada de cortes radicais, mas ao descobrir novas farinhas, novas receita, novas utilizações de ingredientes estamos a diversificar. Tenho a sorte de adorar cozinhar, adorar experimentar receitas e ter tempo para as fazer, para preparar tudo. Organizo-me para não haver desperdício, para poupar e assim poder comprar biológico e com mais qualidade. Adoro os bio do Aldi e do Lidl. Deixo aqui a receita das novas panquecas que experimentei, não sobrou nem uma para a foto. Éramos 5 e ainda fiz duas para o mais velho levar para o lanche da escola.

Panquecas 
5 ovos
5 chávenas de polvilho doce
2 iogurtes gregos

Tudo triturado na Bimby, deitar na frigideira com um pouco de óleo de coco e ficaram absolutamente maravilhosas. E diferentes. Para mim, é na diversificação que está o ganho!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!