26 de fevereiro de 2018

Entrar numa escola secundária logo às 9h30 da manhã...

E se por um lado me vem à cabeça o meu tempo de liceu! E eu fui tão feliz no liceu, por outro assusta-me a adolescência dos meus filhos, os perigos todos a que estarão expostos... Espero conseguir educá-lo bem, dar-lhes as bases certas, os valores fundamentais para que, mesmo pisando a linha, movidos pela curiosidade típica da adolescência, saibam sempre qual é o caminho certo e queiram percorrê-lo... Quero que confiem em mim e no pai, quero que saibam que podem contar connosco para tudo, quero que sintam sempre a casa e a família como um porto seguro. Hoje ao chegar, cá fora estavam os que fumavam em grupos... Lá dentro, muitos casais abraçados e em grandes beijos, não desgrudavam... Ai, a adolescência, os primeiros amores... tudo tão intenso, vivido de maneira tão forte, como se fossem invencíveis e imortais... Mas não são. E é uma idade de alto risco, bem sei que faz parte, que é isso que permite dar o salto para a idade adulta, mas como mãe assusta um bocadinho. Vou aproveitar bem e gozar estas fases das birras dos terríveis dois anos, as brigas dos manos, os saltos em cima do sofá, as bulhas e outras questões da infância que comparadas com as verdadeiras questões da adolescência me parece coisa de meninos! 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!