17 de fevereiro de 2018

Dormir em casa de amigos!

Quando era miúda adorava ir dormir a casa das minhas amigas e adorava que elas viessem dormir a minha casa. Era uma gesta! Quando metia férias ainda melhor! Os meus filhos mais velhos são iguais. Acho que com a idade do Afonso, 4 anos, não ia dormir a casa de amigas, nem o Alexandre foi tão cedo, mas já se sabe que os segundos e terceiros filhos são sempre mais despachados! Hoje o Alexandre foi convidado para ir dormir a casa de um amigo da escola. O Afonso ficou triste, adora aquele amigo do irmão que costuma vir muitas vezes cá a casa, mas nós explicámos que ele não tinha sido convidado. É importante que eles percebam que nem sempre têm os mesmos programas e os mesmos convites e têm de saber lidar com isso e com a frustração inerente. Ele lá aceitou. Quando fomos levar o Alexandre a mãe do amigo dele perguntou-me se o Afonso gostaria de ficar. Eu disse que sim, mas que ela já tinha três dela mais o meu e  que não queríamos dar trabalho... mas eles são um casal parecido connosco... há sempre espaço para mais um amigo ou um sobrinho dormir. Haviam de ver os olhos do Afonso a brilhar quando lhe disse que se quisesse também podia dormir, que tinha sido também convidado. Ficou tão feliz, mas tão feliz!! E lá ficaram os dois para jantar e dormir. A Kika é que parecia um disco riscado durante a noite: os mãos? Os mãos? Que é como quem diz: os irmãos? Os irmãos? E eu lá fui explicando que hoje os irmãos iam dormir a casa do Rodrigo... tenho a certeza que estão felizes!! E não há nada que nos deixe mais felizes que a felicidade dos nossos filhos! E fomos jantar fora com a Kika que recebeu atenção exclusiva de filha única!! 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!