26 de dezembro de 2016

Da privação do sono...

Nem do sono em si que eu me queixo porque assim que me levanto meto o turbo e já não páro, e faço tudo o que tenho de fazer e vou a todas ou a quase todas... O problema é que compenso o cansaço com comida... Tenho o peso que tinha 5 dias depois da Francisca ter nascido, e mais 5 do que tinha quando engravidei... Dos 8 que ganhei só perdi 3. E sinto-me gorda. E estou gorda. E além da gula tenho um feitio miserável. Quem leva mais comigo é o meu marido, então quando o vejo sair para os programas dele e eu a ficar e a levar com o filme do deitar... fico mesmo azeda. Preciso mesmo de ajuda para que a Francisca durma. É que o meu problema não é ela adormecer ao colo, é ela não dormir a noite toda, quando acorda não basta enfiar-lhe a chucha como sempre aconteceu... e são quase 12 meses onde ela dormiu uma noite inteira. Uma. 

Depois de ler o livro da Constança Cordeiro Ferreira, que é muito pelo colo e pelo mimo e por respeitar o ritmo e necessidades de cada bebé...


... li também o "Guia Completo do sono para bebés e crianças felizes" e  é uma teoria totalmente diferente, onde se ensina o método do sono, deixando os bebés a chorar...


Sou muito mais pelo colo, pelo conforto, mas o problema é que durante a noite a Francisca agora precisa de colo, não basta o leite depois quer colo e não quer ficar na cama dela... 

3 comentários:

  1. E que tal o meio termo? Misturar um e outro? Nós seguimos algumas dicas do livro da Filipa Sommerfeldt Fernandes. Não foram 10 dias, foi um mês, com avanços e recuos. Mas chegou um dia que estabilizou. E a bebé que durante um ano e um mês acordava de 3 em 3 horas para mamar, passou a dormir a noite inteira. Não desista. Os primeiros dias são horríveis mas têm de manter o padrão. Bjs

    ResponderEliminar
  2. Olá. Agora está na moda para os bebés mais pequeninos esta App “White Noise“.
    Não sei se resulta ou não porque os meus já são mais velhos e não precisam de ajudas para dormir. Mas em caso de desespero podes tentar. Beijinhos e boa sorte

    ResponderEliminar
  3. Continue a ler a Constança Cordeiro Ferreira e sugiro novamente a Rosa Jové. Do meu primeiro filho também me custaram imenso as noites sem dormir (acordou de 2 em 2 horas até quase aos 2 anos), mas agora da segunda, apesar de me custar, já li mais sobre os ciclos de sono e sobre os ciclos de sono dos bebés, pelo que já não me custa tanto. Na altura do primeiro pensava que o normal era eles dormirem noites inteiras uns meses depois de nascerem, agora sei que isso é a exceção e que o normal é isso aconteça até aos 5 anos :) se precisar de ajuda para encontrar o livro avise!
    Natacha

    ResponderEliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!