16 de maio de 2013

O mano mais velho

O meu filho mais velho já se estava a passar de estar fechado em casa. Foram dois dias duros sem sair de casa. Dois dias em que eu estava com ele, mas também tinha de dar atenção ao mano. E tenho a sorte do mais pequenino comer e dormir e só refilar para mamar, arrotar ou aliviar alguma cólica. Mas o meu mais velho, o meu primeiro grande amor está a ressentir-se do mano. Eu estou muito tempo e várias vezes a dar de mamar e eu sinto que ele se sente excluído... Asneiras atrás de asneiras para chamar a atenção. Depois abraça-me e diz que me adora. E eu abraça-o e sinto alguns remorsos por não ter a paciência que devia com ele, que só tem três anos e precisa muito de mãe. Ser a melhor mãe para cada um dos meus filhos não é fácil. Espero que com o tempo me consiga orientar melhor. E foi bom ele hoje regressar à creche. Aos amigos dele. Ao mundo dele que permanece igual depois da chegada do Afonso. E eu vou mimá-lo e dar-lhe alguma exclusividade ao final da tarde! E beijocá-lo muito!

1 comentário:

  1. acho muito bem que lhe dês um reforço de carinho e tempo extra sem o mais novo, só com ele. nao tem de ser sempre, nao tem de ser a toda a hora, estabelece por ex 10 ou 20 ou 30 minutos todos os dias, em que es dele.
    outra forma, uma vez li num blog que os pais acordaram foi que havia de estar sempre um doa pais com o filho mais velho, a dar atenção em exclusivo, e funcionava mt bem. são opções, cada um tem de descobrir a sua. naquele caso achei muito bonito a preocupação e funcionava!
    é uma questão de se organizarem, e até de falares com ele e lhe explicares que é uma fase, que o mano qq dia vai crescer, que é uma fase em que tu tens de lh dar mais atenção mas que passa. e podes-lhe dar referencias remporais que ele entenda: no verão o mano já consegue estar mais tempo sozinho, por ex e vamos os dois (tu mama e o mais velho) ao parque. ou estão os 4 mas tu fazes questão de dar atenção em exclusivo ao mais velho.
    ou quando o mais novo chora, nao deixares o mais velho de repente e ires a correr p o bebe mas deixares o pequeno chorar um pouco, olhares nos olhos do mais velho e dizeres: tenho de ir ver o mano mas estava-me mesmo a apetecer este bocadinho aqui contigo, a dois.
    pequenos detalhes, pormenores e atenção.

    ResponderEliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!