31 de maio de 2013

Noite difícil, difícil... Mas um dia cheio de sol

O Baby Afonso esteve a dormir tranquilamente até mamar às 24h. Aí mamou, riu, brincou... É a hora dele. Geralmente, uns minutos de festa e depois ele cai para o lado e dorme. Mas ontem não. Queria mais maminha. Queria arrotar. Queria dar puns. Queria mais maminha. Queria colo. Não queria a chucha. Queria colo. Queria mamar. Tinha de arrotar. E assim se passou (mal) a noite. Nós e ele. Eu estava desesperada de sono e de dores de cabeça da alergia. Sentia-me pedrada do cansaço. Ele estava aflito. Não conseguia dormir. O Afonso tem sido um bebé super zen, por isso, se não consegue dormir e está a choramingar é porque não está bem e precisa de alguma coisa. De manhã lá tomou o seu banho, fiz-lhe uma massagem e dei-lhe de mamar. Agora dorme. Daqui a nada tenho de ir para a ginástica, mas o bom é que ele vai comigo e fica com uma enfermeira e os outros bebés das mamãs do pós parto. E ao final da tarde, eu e o Maridão vamos mergulhar com o mais velho. Antecipando o dia da criança hoje podemos ir os dois com o mais velho para a natação e achámos que ele ia adorar, meia hora só dele, a brincar na piscina como ele mais gosta. Ele não sabe de nada e vai ser surpresa. O Baby fica na avó e só espero que não resolva baralhar as horas de mamar para não trocar isto tudo.

2 comentários:

  1. Desculpa mas tive de me rir... A descrição do teu Afonso parecia a minha bebé no primeiro mês...

    ResponderEliminar
  2. Tal como nós, eles também têm os seus dias (ou noites) mais complicados!!

    E que programa giro para fazerem a 3 com o mais velho!! Vai adorar!

    Um beijinho! Bom fim de semana!

    ResponderEliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!