4 de julho de 2017

A ternura do meu Afonso❤️

Estava eu a contar a história da noite, onde entrava uma fada e diz o meu querido e doce filho Afonso: quando a fada dos dentes veio trazer um presente ao mano eu senti que ela me deu uma festinha... Que ternura! Que amor! Fiquei logo toda derretida... a ingenuidade, o querer ser especial... Até a voz do filho grande tentar quebrar a magia: a fada dos dentes não existe! Isso é mentira! E eu a tentar que o Afonso não ouvisse, o mais velho a insistir que só estava a dizer a verdade! E eu a não querer que a magia acabe... que ele cresça demasiado depressa! Mas com irmãos mais velhos não é fácil impedir que eles saibam coisas antes do tempo, que aprendam disparates antes do tempo... O meu filho Afonso é uma esponja do irmão, bebe das suas palavras e dos seus gestos. E o mais velho adora ensinar tudo o que é disparates!! E eu só quero que ele tenha 4 anos... é que já sabe ganha coisa... não há pressa. Têm tempo! 


Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!