12 de março de 2019

Sobre os programas de amor, casamentos e afins...

... Ninguém tem de ver! Eu não vejo, como já não vejo televisão generalista há muito tempo. E trabalho em televisão, mas o que eu vejo sou EU quem escolhe. E escolho Netflix, HBO ou séries ou programas que me interessem. Ando na box para trás, gravo, faço o que quero com o meu tempo, que é reduzido, por isso não vejo lixo que não me interessa. É que nem tenho curiosidade. E não é pretensão, até porque poderia estar a trabalhar num desses programas,  não estou que neste momento não estou no entretenimento, mas poderia estar. As televisões dão o que o público quer ver. E só vê quem quer. Longe vai o tempo em que só tínhamos um canal. 

2 comentários:

  1. Claro que sim, concordo em absoluto apenas não sejamos hipócritas e não façamos um alarde do dia da mulher e outros que tais. não enquanto houver mulheres que se prestem aqueles papeis. Para mim é só isto! Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Preocupante é haver público para esse tipo de programas. Preocupante e assustador. Pena tenho eu de não poder excluir esses canais do meu pacote de serviços.
    M.D

    ResponderEliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!