13 de março de 2019

É muita coisa ao mesmo tempo, não é?

Aqui até somos dois, mas como eu tenho flexibilidade de horário, a gestão da casa é minha... Partilhamos tarefas, mas a gestão é da  minha responsabilidade, como é da responsabilidade do meu marido tudo o que seja fazer pagamentos e tratar de faturas e essas coisas... Organizámo-nos assim porque era o que se adequava mais a nós e à nossa disponibilidade... mas às vezes sinto que tenho tudo às costas... o que não é de todo verdade... 






Quando ia à meditação o que me custava mais ao início era desligar, porque assim que fechava os olhos já estava a fazer a lista mental das compras, a pensar no deadline que tinha para acabar o texto, que tinha de ligar a marcar consulta... E depois lá me focava e tentava esvaziar a mente... e aí, geralmente, adormecia!

Espreitem mais, aqui

2 comentários:

  1. Adoro esta BD, já conhecia e no dia 8 de Março fui procurá-la na net. É a melhor definição dos meus dias de há uns anos para cá. Finalmente consegui dar um nome. Não é só estar cansada ou farta ou esgotada. É ter esta permanente carga mental em rodapé, quase 24 horas por dia.

    ResponderEliminar
  2. Adoro esta BD, já conhecia e no dia 8 de Março fui procurá-la na net. É a melhor definição dos meus dias de há uns anos para cá. Finalmente consegui dar um nome. Não é só estar cansada ou farta ou esgotada. É ter esta permanente carga mental em rodapé, quase 24 horas por dia.

    ResponderEliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!