7 de maio de 2018

Convidar toda a turma? Sim ou não?


Deparei-me por estes dias com uma acesa discussão num grupo de mães no Facebook em que se mostravam muito indignadas porque uma criança da escola do filho não tinha convidado a turma toda para a festa de aniversário e que incentivavam os filhos a convidar toda a turma para lhes passarem bons valores. Pois eu acho que uma coisa não tem nada a ver com a outra. Os meus filhos convidam quem querem para as suas festas e têm essa liberdade. No dia dos anos vou à escola com um bolo e festejam com toda a turma, mas à festa fora da escola vão os amigos que eles escolhem. E se o mais velho convida amigos da turma dele, das outras turmas e da escola antiga, o mais novo convida uma dúzia e está feita a festa. E, na minha opinião, não devo forçar a convidar quem ele não quer. Na escola brinca com todos, mas ele entende que só os mas especais devem ser convidados para a festa e eu e o meu marido não nos opomos. Temos apenas cuidado e os convites são discretamente dados à educadora que depois os entrega discretamente aos pais e o meu filho sabe que não é para fazer grande alarido sobre a festa, uma vez que não convidou todos os meninos e não queremos que ninguém fique triste por não ter sido convidado. Para mim, o importante é ensinar o respeito pelo próximo, eles não têm de gostar de toda a gente, mas têm de respeitar toda a gente. E se na escola é suposto conviverem e brincarem com todos, é natural que depois escolham para verdadeiros amigos aqueles com quem mais se identificam.

1 comentário:

  1. Pois concordo plenamente. Cá em casa e parecido, o mais velho já tem um grupo de amigos mais chegados e a eles convida com uma ou outra excepção. Ela so alguns por força das circunstâncias, o mais pequeno convidava este mundo é o outro porque ele adora festas.
    Alem disso tenho duas condicionantes: o valor das festas fora de casa e o tamanho da mesma. Bjs

    ResponderEliminar

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!