24 de junho de 2019

E continuam as preocupações com o "enclausuramento" das crianças!

As escolas atuais dos meus filhos - creche e JI dos mais pequenos e 1º ciclo do mais velho - são exemplo da pouca liberdade que dão às crianças. Não há terra para brincarem e a que há não podem mexer, não podem trepar às árvores, os dias de bola de futebol são controlados. Felizmente os meus mal chegam a casa vão para a rua brincar. Temos um campo de futebol e um parque infantil que atrai todas as crianças dos prédios vizinhos. Vivemos num  oásis em Lisboa, onde as crianças ainda brincam ao ar livre... Tentamos dar-lhes autonomia e pequenas tarefas adequadas e limitamos ao máximo os jogos e os gadjets. Jogam, têm acesso, mas o incentivo é a rua, o brincarem, os puzzles, o andar de bicicleta. Leiam este artigo e vejam este vídeo. E espero que chegue a quem manda nas instituições, creches, jardins de infância, 1º ciclo. Não atrofiem as nossas crianças!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!