28 de agosto de 2012

Jantar parte II

Hoje ao jantar, só os dois, perguntava eu: o que fizeste hoje com a Maria. Ele faz o ar pensativo, a que deliciosamente já nos habituámos, e diz: agora estamos a jantar! E ignora a minha pergunta e devora o frango com as ervilhas ( acho que comeu pela semana toda) usando o garfo para empurrar a comida para a colher. Foi um jantar tão feliz. Fico feliz quando ele come com prazer. Já aqui partilhei a angústia que é ele quase não comer e nunca ter fome, portanto, hoje foi com grande alegria que o vi comer e repetir e voltar a repetir e a repetir! Pode ser que se continuar assim chegue aos 12 kg. Para quem está a caminho dos 3 anos não é peso de gente, eu sei, mas é o que temos e ele é um miúdo saudável e super desenvolvido a todos os níveis, excepto no tamanho. Mas era bom que botasse corpo, é que eu já me começo a irritar com algumas pessoas que estão sempre a mandar bocas. Ele não tem (ainda) irmãos para as comparações, mas tem primos, e de vez em quando lá vem a boquinha: o M. Só vai fazer dois anos e está maior que ele, o M. (outro M) só fez um ano e pesa mais que ele... Sim, é verdade! É de raça minoria, mas é como o meu avô diz ( e eu repito para não mandar toda a gente à fava) o que importa é do pescoço para cima e, aí, o meu Amor está muito à frente!

P.s: desculpem o desabafo, já devia estar a dormir, mas o Maridão foi à bola (ainda não percebi ver que jogo uma vez que ele é benfiquista e esses jogaram ontem e hoje foi o meu Sporting) e eu estou à espera pois o menino não levou chaves de casa.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!