20 de junho de 2012

E ainda sobre a despedida das fraldas...

Acabei de receber um email da educadora dele a dizer que hoje foi mais um dia seco! Depois do lanche, hora em que ele habitualmente faz cocó e xixi, ele não queria fazer e ela, para não deixar passar a vontade foi com ele para a casa de banho e leu-lhe a história ("O Gato e o Rato", da Luisa Ducla Soares) e assim conseguiu fazer. Mais uma vitória alcançada e mais uma enorme vontade - e fi-lo - de agradecer a esta mulher pela excelente pessoa e profissional que é e que faz questão de nos manter sempre a par de todos os progressos dos "seus" meninos. O meu filho é um previligiado por a ter na sua vida e eu dou graças por isso.

Depois do jantar na avó Ana, eu distraí-me com um telefonema de trabalho e deixei passar o timming de ir à casa de banho e só quando o oiço a dizer xixi é que parei tudo e percebi o que tinha acontecido. Ele estava aflito. Eu disse-lhe: acontece e quando a minha mãe entrou ele olhou para a avó, envergonhado, e disse acontece... Não dramatizei, não lhe ralhei e disse (o que sentia) que ele estava a portar-se muito bem, que era difícil largar as fraldas, mas que ele ia conseguir e que o ia ajudar. Depois foi tirar a roupa molhada - descobrir que o xixi tinha companhia - e enfiá-lo na banheira para o lavar da cintura para baixo. Foi o segundo acidente em mais de 24 horas, sendo que um deles foi a dormir.

Vamos ver se consigo que ele faça xixi à meia para amanhã acordar seco e feliz para mais um dia!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Gosto de saber o que as outras vidas têm a dizer sobre isto!